WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
nova mrv

PMVC

Embasa

FTC



safernet br
diamantina

fainor

novo horizonte

aky veiculos

natanael falar e arte

Número de afetados por chuvas no Paraná sobe para 4 mil, diz Defesa Civil

do G1

1.854 pessoas estão desalojadas ou desabrigadas; três morreram. Houve queda de barreiras em acessos que ligam PR e SP.

Balanço divulgado pela Defesa Civil do Paraná neste domingo (31) mostra que aumentou o número de pessoas afetadas pela chuva que atingiu o estado na madrugada de sábado (30). Agora são 14 municípios atingidos, 1.106 pessoas desabrigadas, 748 desalojadas, dezessete feridos. Não houve alteração no número de mortos (três) e desaparecidos (três).

No total, 4.041 pessoas foram afetadas, 764 casas foram danificadas e 81, destruídas. O número de pessoas afetadas inclui desabrigados, desalojados e pessoas que tiveram algum tipo de prejuízo, mas que permanecem em suas casas. No sábado, o número de pessoas afetadas era de 3.387. Havia 778 desabrigados, 656 desalojados, 12 feridos, 719 casas danificadas e outras 73 destruídas.

Sengés

As três mortes ocorreram no município de Sengés, próximo à divisa com o estado de São Paulo. A cidade está sem comunicação por telefone ou rádio, de acordo com a Defesa Civil. O órgão informou que as três pessoas seriam da mesma família e estariam numa casa que acabou arrastada pela água.

Uma equipe do Corpo de Bombeiros conseguiu um acesso por terra ao munícipio no fim da tarde de sábado. O local, no entanto, está sendo utilizado apenas pelas equipes de busca. Segundo os Bombeiros, carros de passeio não conseguiriam passar pelo local.

O sub-comandante da operação de buscas na região de Sengés, capitão Arlisson Sanches, informou ao G1 que, no sábado, 38 pessoas foram abrigadas em um local providenciado pela prefeitura de Sengés. Uma mulher grávida de gêmeos prestes a dar à luz foi transportada para um município vizinho de helicóptero. Duas pessoas que teriam se afogado estão sendo procuradas.

Houve queda de barreiras nos dois acessos que ligam a cidade a outros munícipios paranaenses e em um acesso de Sengés a São Paulo. Um rio localizado entre Sengés e São José da Boa Vista transbordou e encobriu uma ponte.

Almirante Tamandaré

Segundo a Defesa Civil, em Almirante Tamandaré, na região metropolitana de Curitiba, 32 pessoas estão desabrigadas e 160, desalojadas. No total, mais de mil moradores da cidade foram afetados. Duas casas foram destruídas.

Rodovias interditadas

O km 182 da rodovia PR-151, entre Jaguariaíva (PR) e Sengés (PR), e dois trechos da PR-239 continuam interditados. Esta segunda estrada segue fechada na altura do km 8, no trecho que liga Sengés a Itararé (SP), e também no km 46 entre os municípios paranaenses Arapoti e Ventania. O trânsito é de meia pista nos quilômetros 14 e 27 da rodovia PR-090.

Para quem segue do Paraná para São Paulo, a alternativa, segundo a Polícia Rodoviária paranaense, é seguir pela PR-092 até Wenceslau Braz e, a partir daí, usar como caminho as estradas PR-151 e PR-272 até chegar ao estado de São Paulo.

Quem está no fluxo contrário deve partir de Itapeva (SP) no sentido Taquarituba, pela SP 255. O motorista passará por Taguaí (SP) e Fartura (SP) antes de chegar a Carlópolis (PR).

A Polícia Rodoviária Federal do Paraná informou que houve um afundamento da pista no km 16 da BR 476, conhecida como Estrada da Ribeira. Também houve afundamento e queda da lateral da pista entre os km 75 e 80 da mesma rodovia. Nos dois casos, somente veículos pequenos estão trafegando.

Leia também no VCN:
error: Você não tem permissão para copiar conteúdo ou visualizar a fonte.