WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
diamantina toyota





safernet br
fainor

aky veiculos

pic pay

natanael falar e arte

EUA ainda não sabem o que provocou terremoto de 5.8 graus, que causou danos e pânico em Washington

G1

Torre central sofreu danos menores, e três estruturas do topo ruíram. Tremor, sentido também em NY e outros locais, não deixou feridos.

O forte terremoto que atingiu os EUA na tarde desta terça-feira (23) provocou danos na Catedral Nacional de Washington, prédio mais alto da capital norte-americana, segundo um porta-voz da Igreja Episcopal. O tremor, de magnitude 5,8 segundo o Serviço Geológico dos EUA, ocorreu no estado de Virgínia e foi sentido em vários pontos do nordeste americano e até no Canadá. Não há relatos sobre vítimas.

Funcionários do Pentágono tiveram que evacuar o complexo às pressas. Quem estava lá achou que fosse um atentado terrorista

Três pináculos da torre central da igreja -um prédio em estilo gótico- caíram, e um quarto estava em risco, disse o porta-voz Richard Weinberg. A torre, que tem altura equivalente a 30 andares, também sofreu danos estruturais menores. Ninguém se machucou. A catedral é costumeiramente usada para funerais e cerimônias fúnebres de presidentes americanos, assim como para celebrações nas posses presidenciais. Ela foi fechada ao público para inspeção.

Também houve danos no prédio da Embaixada do Equador, segundo os bombeiros. O abalo ocorreu às 13h51 locais, 14h51 de Brasília, e também foi sentido em outros locais da Costa Leste dos EUA, como Boston e a cidade de Nova York, onde prédios, inclusive o da prefeitura, também foram esvaziados.


O epicentro do tremor foi localizado entre as cidades de Charlottesville e Richmond, e próximo da localidade de Mineral, a uma profundidade de 1 quilômetro, considerada bastante rasa, segundo a agência americana que monitora tremores.

Terremoto mais forte em mais de 110 anos

O terremoto de 5,8 graus que atingiu nesta terça-feira a costa leste dos Estados Unidos com epicentro no Estado da Virgínia foi o mais intenso registrado desde 1897 nessa área, informou o Instituto Geológico dos EUA (USGS, na sigla em inglês). O organismo indica que, apesar de os terremotos no centro e leste do país serem menos frequentes que no litoral oeste, costumam ser mais fortes e em uma região muito mais ampla.

Á esquerda, um dos pináculos danificados na catedral em Washington

O terremoto desta terça-feira, cujo epicentro se registrou a quase 6 quilômetros de profundidade e a uma distância de 15 quilômetros da localidade de Mineral, no Estado da Virgínia, também foi sentido em cidades como Nova York e Washington. Desde 1774, há registros de que os habitantes do centro da Virgínia sentiram pequenos tremores e sofreram danos de pouca consideração. O abalo mais recente foi em dezembro de 2003 e teve uma magnitude de 4,5 graus.

O incidente desta terça-feira ocorreu em uma conhecida zona sísmica na região central da Virgínia, disse Dave Russ, do USGS, mas sua força foi um pouco surpreendente. Um tremor de magnitude similar, de 5,9 graus, ocorreu em 1897 perto de Blacksburg, segundo Russ.

A zona central sísmica da Virgínia está longe dos limites da placa tectônica mais próxima, que estão no centro do Oceano Atlântico e o Mar Caribe. No entanto, o USGS afirma que nessa região se sentem pequenos terremotos a cada um ou dois anos, que causam pouco ou nenhum dano.

Comentários

comments

Leia também no VCN:

Pin It on Pinterest