WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
mrv 2

pmvc

SECOM aeroporto vca

bahiatursa

diamantina toyota

novo horizonte

fainor

feiradorolodeconquista

natanael falar e arte

Rede Google+ não decola no Brasil

Info Online

A euforia com o Google+ já começou a diminuir no Brasil. A nova rede social do Google continua a crescer no país, mas o ritmo de publicações dos usuários caiu.

Os dados não são científicos: vêm de uma análise pessoal e de amigos, feita a partir da observação do comportamento de pessoas que estão dentro e fora dos nossos círculos. Dois meses atrás, o ritmo de atualizações era bem grande em ambos os grupos. Agora, a quantidade de publicações ficou bem menor. Entre os que eu conheço, são pouquíssimas por semana. Já entre aqueles que estão fora dos círculos, a quantidade de posts caiu de várias dezenas por hora para um punhado durante o mesmo tempo. Pessoas continuam a se cadastrar à rede social e a adicionar conhecidos ou estranhos, mas não passa disso.

Não, isso não quer dizer que o Google+ tenha fracassado para todo o sempre e se transformado em um novo Google Wave. Entre os americanos que acompanho, o ritmo ainda mantém-se alto (Robert Scooble é o melhor exemplo disso). Lá fora, há o desejo de uma alternativa ao Facebook. Mas, por aqui, parece que muita gente ficou curiosa, deu uma olhada e voltou para a rede de Zuckerberg. O rival do Google+ continua a ganhar fôlego no Brasil e deve ultrapassar o Orkut entre o final deste ano e o começo do próximo.

O que se pode dizer é que o futuro do Google+ ainda é incerto. Considerada estratégica por Larry Page, a rede social tem recebido investimentos pesados da empresa, além de manter um grande time de desenvolvedores dedicados a aprimorá-la. Nada disso garante que vá emplacar, mas é bem provável que o serviço se mantenha no ar por bastante tempo. O Google aprendeu com o Wave e tomou cuidado para não assustar usuários com bugs frequentes ou funcionalidades muito complicadas.

Nos Estados Unidos, muita gente tem saído do Facebook porque condena a política de privacidade do site e suas constantes alterações. Parece que o Google+ tende a se tornar relevante por lá. No Brasil, no entanto, o crescimento parece bem lento. E nem joguinhos como Angry Birds têm servido para melhorar esse resultado.

Comentários

comments

Leia também no VCN:
error: Você não tem permissão para copiar conteúdo ou visualizar a fonte.