WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
mrv 1

PMVC IPTU

diamantina toyota

fainor

natanael tocoto

Aluno que ameaçou diretora de morte na Grande BH é apreendido

G1

Vídeo mostra adolescente de 15 anos chutar diretora e ameaçar matá-la. Ocorrência foi registrada no dia 25 de agosto.

Um adolescente de 15 anos suspeito de ter agredido e ameaçado a diretora da escola em que estuda foi apreendido, na manhã desta segunda-feira (26), por decisão da Vara da Infância e da Juventude de Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. A agressão foi registrada no dia 25 de agosto por testemunhas que flagraram o momento em que a mulher levou um chute, em um dos corredores da unidade de ensino. A violência teria acontecido porque ela flagrou o menino fora da sala de aula.

De acordo com a Polícia Civil, o adolescente foi ouvido e encaminhado à Delegacia de Orientação e Proteção à Criança e ao Adolescente (Dopcad), em Contagem, na Grande BH. A Justiça determinou que o aluno deverá ficar internado por um prazo de 45 dias por ato infracional semelhante à agressão. Após registrar a ocorrência de agressão, a diretora mantém o cargo na unidade de ensino e realiza as funções normalmente.


Manifestação

Professores, pais e alunos participaram de manifestações e encontros para protestar contra a violência na escola logo após o episódio. Eles levaram cartazes e faixas com pedidos de paz. No dia 26 de agosto, cerca de 500 pessoas participaram da mobilização.

Entenda o caso

Testemunhas gravaram em vídeo, por um celular, toda a agressão do aluno, que chutou a diretora e a ameaçou no dia 25 de agosto. “Ele estava fora de sala. Eu o encaminhei para a supervisão. E ao fazer o apontamento, ele voltou, levantou e eu também me levantei, me aproximei dele. Ele me empurrou. No que ele me empurrou, eu saí para chamar a polícia. E quando eu estava entrando na minha sala eu senti o chute nas minhas pernas”, disse a diretora.

Ainda segundo testemunhas, o estudante também ameaçou verbalmente a educadora. “Vou matar você”, disse o aluno no vídeo. O estudante tinha histórico de problemas na escola. “Esse é um complicado, falta limite e ele não tem senso de responsabilidade com a escola. Ele tem dificuldades pedagógicas, tem dificuldade no trato com os professores”, disse a diretora.

Depois da agressão, segundo testemunhas e a própria educadora, o estudante saiu da escola fazendo mais ameaças. “Falou que ia buscar uma arma para me matar”, acrescentou a diretora. “Eu me senti agredida, física, mental e emocionalmente”, concluiu.

No mesmo dia, pelo menos cinco rapazes tentaram invadir a escola pelos fundos. Os professores chamaram a polícia. Poucos minutos depois, a Guarda Municipal e a Polícia Militar chegaram ao local. Ninguém foi preso. A polícia investiga se a tentativa de invasão está ligada às ameaças.

Comentários

comments

Leia também no VCN:
error: Você não tem permissão para copiar conteúdo ou visualizar a fonte.