Delegado responsável pelo caso diz que Samuel dos Santos Barbosa não disparou o tiro que matou o menino Tiago Ribeiro dos Santos, no último domingo (20).

Uma reviravolta no caso do duplo homicídio ocorrido durante uma festa de paredão na comunidade do Km 3, em Jequié, segundo o Delegado Territorial, Cristiano Mangueira, Samuel dos Santos Barbosa não foi o autor do disparo que matou a criança de 10 anos. Segundo informações, Samuel tinha uma rixa com o integrante de uma facção criminosa, houve uma briga e durante a confusão, Samuel, levou um tiro nas costa e saiu correndo, em seguida um grupo de pessoas espancou Samuel até a morte. Para o delegado, um dos disparos acertou atingiu acidentalmente Tiago Ribeiro dos Santos (10), que morreu na hora.

Com a prisão de Jeferson, acusado de ter matado Samuel, a polícia pretende descobrir de qual arma partiu os disparos. Tiago Ribeiro dos Santos, de 10 anos de idade, foi morto depois de ter sido atingido por uma bala perdida. O crime aconteceu por volta das 20 horas de domingo (20), na Rua Campo São Julho, bairro Km 3, em Jequié. // Junior Mascote.

Comentários

comments