WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
mrv 1

diamantina toyota

fainor

Bahia: Garota de 19 anos, desaparecida após sair para uma festa, é encontrada morta

A jovem Estefani Railane Lima Miranda estava desaparecida desde o último domingo (12) quando saiu de casa sozinha para ir a uma festa. Corpo foi identificado por um tio da vítima.

Quase uma semana depois de ter saído de casa para ir a uma festa e não voltar mais, uma jovem de 19 anos foi encontrada morta nesta quinta-feira (16/8). A informação foi confirmada pelos familiares. Estefani Railane Lima Miranda morava com a mãe na quadra 4 do bairro Cia 1, em Simões Filho, na Região Metropolitana de Salvador (RMS). Ela estava desaparecida desde o último domingo (12) quando saiu de casa sozinha para ir a uma festa em uma localidade conhecida como Iraque, bairro que fica próximo a Ceasa. O corpo da vítima foi encontrado por populares próximo ao Rio da Cepel, em baixo de uma caixa d’água, perto de uma estrada vicinal de acesso a rodovia BA-526, conhecida como Cia-Aeroporto.

Após ver o corpo no local, moradores da região acionaram a Polícia Militar. A jovem estava sem documento de identificação. Porém, o tio dela que acompanhava os peritos confirmou que o corpo era de fato da jovem que estava desaparecida. O sepultamento da jovem ocorreu na tarde desta sexta-feira (17/8) no cemitério São Miguel. A Polícia Civil instaurou inquérito para investigar a autoria e o que teria causado a morte dela, e pediu vários exames e aguarda os laudos para dar um norte as investigações. A polícia quer saber se a jovem chegou a ser abusada sexualmente antes de morrer e também para saber se ela foi morta no lugar que foi encontrada ou não.

O corpo dela foi encaminhado para o Departamento de Polícia Técnica (DPT), em Salvador, onde deve passar por um exame cadavérico antes de ser liberado para a família.. A Delegacia de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP) deve investiga o caso. A tia de Estefani, a dona de casa Maricelia Pereira Lima, de 37 anos, contou ao Simões Filho Online que a jovem tomou um banho, se arrumou e saiu de casa para ir em uma festa no Iraque, levando apenas uma bolsa pequena com um batom e o documento de identidade. Assim que desconfiou da demora da jovem, os familiares ligaram diversas vezes para o celular dela, que estava desligado. “A gente ligou e caiu direto na caixa, falamos no WhatsApp e a mensagem não chegou. Nós estranhamos porque ela sempre estava online e não demorava para responder as mensagens”, explicou a Tia. Desde então, familiares e amigos deram início a uma busca, que terminou nesta quinta com o cadáver da garota encontrado próximo ao Rio da Cepel, que fica próximo a Ceasa.

Comentários

comments

Leia também no VCN:
error: Você não tem permissão para copiar conteúdo ou visualizar a fonte.