WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
pmvc dengue





safernet br
diamantina

fainor

aky veiculos

uber eats

natanael falar e arte

Alerta: Como saber se seu CPF foi usado por criminosos para pedir Auxílio Emergencial

Dados estão sendo usados por quadrilhas especializadas para solicitar o benefício indevidamente, sem o conhecimento dos cidadãos.

O CPF de diversas pessoas tem sido usado indevidamente para solicitar o Auxílio Emergencial do Governo Federal, o famoso “coronavoucher”. A fraude utiliza os dados dos cidadãos sem o seu conhecimento para fazer a inscrição no programa, com o objetivo de receber as parcelas de R$ 600 de forma ilegal.



No entanto, os brasileiros que suspeitam de golpes utilizando seus documentos podem consultar a página oficial do benefício para saber se estão sendo vítimas dos criminosos. Confira, a seguir, como saber se seu CPF foi usado para pedir o Auxílio Emergencial.

Preencha o formulário com seus dados no site do Auxílio Emergencial — Foto: Reprodução/Rodrigo Fernandes
Passo 1. Acesse o site do Dataprev (consultaauxilio.dataprev.gov.br), preencha o formulário com CPF, nome completo, nome da mãe e data de nascimento, confirme o captcha e pressione “Enviar”;

Site mostra que CPF não foi utilizado para solicitar o Auxílio Emergencial — Foto: Reprodução/Rodrigo Fernandes
Passo 2. Caso a mensagem exibida seja “Requerimento não encontrado”, significa que o seu CPF não foi utilizado para pedir o auxílio;

Site também mostra quando o CPF foi utilizado para solicitar o benefício do Auxílio Emergencial — Foto: Reprodução/Rodrigo Fernandes
Passo 3. Caso a consulta mostre algum resultado de solicitação, significa que o seu CPF foi usado para pedir o auxílio. Segundo o Ministério da Cidadania, as respostas podem ser: benefício aprovado, benefício não aprovado, requerimento retido ou dados inconclusivos.

Caso identifique que o seu CPF foi usado indevidamente para solicitar o Auxílio Emergencial, registre uma denúncia no sistema Fala.Br — Plataforma Integrada de Ouvidoria e Acesso à Informação da Controladoria Geral da União (falabr.cgu.gov.br) ou ligue para 121 ou 0800 7070 2003. // TechTudo.

movel




Comentários

comments

Leia também no VCN: