WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
secom governo da bahia

diamantina toyota





safernet br
fainor

aky veiculos

pic pay

natanael tocoto

TV: Polícia Civil prende equipe de jornalismo da Record por usar drone para filmar presídio

Todos os profissionais, incluindo o repórter Mauro Júnior, foram liberados após passarem pela delegacia. Record confirma que não houve “autorização” para captar as imagens.

Uma equipe do programa “Em Nome da Justiça”, da Record, foi detida nesta sexta-feira (26), em São José dos Campos (SP), durante a realização de uma reportagem. Segundo os relatos obtidos pela coluna, o problema foi causado pelo uso de um drone diante do Centro de Detenção Provisória da cidade. Todos os profissionais, incluindo o repórter Mauro Júnior, foram liberados após passarem pela delegacia.



O delegado requisitou um laudo para verificar se houve danos ao drone. Segundo o repórter, foram captados apenas 10 segundos de imagens antes da interrupção do trabalho. O “Em Nome da Justiça”, exibido originalmente no canal AXN, reconstitui casos policiais polêmicos. A versão exibida pela Record conta com apresentação de Luiz Bacci e comentários de Ilana Casoy. A direção da Record foi surpreendida com o incidente.

Sob o comando de Luiz Bacci, Em Nome da Justiça estreia nesta ...

A emissora recebeu a informação sobre o caso não dos jornalistas, mas da própria administração do presídio. Procurada para comentar, a Record confirmou o incidente. “A gravação não foi pedida nem autorizada pela Record”. Procurado, o repórter Mauro Júnior disse que “foi só um mal-entendido”. Ele diz que a equipe não foi detida, mas confirma que todos os profissionais foram levados para a delegacia. Segundo os relatos ouvidos pela coluna, o drone pertencia a ele. // Maurício Stycer . UOL.



Comentários

comments

Leia também no VCN:

Pin It on Pinterest