WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia






safernet br
diamantina

fainor

aky veiculos

uber eats

natanael falar e arte

Aviação: Gol retoma voos em Vitória da Conquista. Primeiro pouso ocorre às 11h30 de hoje

Companhia retoma as operações de Vitória da Conquista e Barreiras, na Bahia, restabelece novas rotas e reforça a conectividade do Nordeste com capitais e interior do País.

Está confirmado o pouso, logo mais às 11h30 desta quarta-feira (1º), do voo G3 1752, da GOL Linhas Aéreas, no Aerorporto Glauber Rocha, em Vitória da Conquista, colocando fim a uma interrupção de cerca de 3 meses das atividades da empresa, por conta da pandemia do Coronavírus (Covid-19). O aeroporto promoverá um “batismo” com jatos de água sobre a aeronave, celebrando a rotomada dos voos da companhia.



Em resposta ao ligeiro crescimento da demanda por voos no País e à necessidade de atender cidades que dependem do recebimento de cargas de emergência durante a crise do coronavírus, a GOL Linhas Aéreas, maior Companhia aérea doméstica nacional, com quase 20 anos de história, anuncia a ampliação de sua malha aérea para julho. Serão 250 voos diários que atenderão 100 diferentes mercados brasileiros, um importante reforço no poder de conectividade da nova malha, que entra em vigor no dia 1.º e segue até o fim do mês.

O Nordeste do País é contemplado com o retorno das operações regionais nas cidades de Vitória da Conquista e Barreiras, na Bahia, além da volta de algumas rotas e o aumento da oferta de decolagens em capitais e no interior. No hub da GOL, no Aeroporto de Fortaleza, no Ceará, serão retomadas quatro rotas, ligando a capital cearense aos seguintes destinos: Salvador (SSA), Manaus (MAO), Teresina (THE), Belém (BEL) e São Luis (SLZ). O terminal ainda será contemplado com reforço nas decolagens para Brasília (BSB), Guarulhos (GRU), Galeão (GIG) e Recife (REC).

Já o Aeroporto de Brasília volta a ser um dos principais hubs da GOL, passando a se comunicar com seis capitais do Nordeste: Maceió (MCZ), São Luiz (SLZ), Natal (NAT), João Pessoa (JPA), Aracaju (AJU) e Teresina (THE), todas operando com uma decolagem diária, de domingo à sexta. Destacando sua força no mercado regional, em julho a Companhia ainda volta a atender novas bases no Nordeste. Em Vitória da Conquista (VDC), na Bahia, a empresa retoma as operações com destino para Guarulhos (GRU), em São Paulo, e para Salvador (SSA). E a partir de 13 de julho, a Companhia, em acordo com a VOEPASS, realizará decolagens para Barreiras (BRA), conectando o município baiano à Capital Federal. Além disso, haverá ampliação das ofertas de voos de Juazeiro do Norte (JDO), no Ceará; na base de Petrolina (PNZ), em Pernambuco; Porto Seguro (BPS) e Ilhéus (IOS), na Bahia, todas com destino para Guarulhos.

No Aeroporto Internacional do Recife (REC), em Pernambuco, terá a ampliação nas operações para Fortaleza (FOR), Galeão (GIG), Brasília (BSB) e Salvador (SSA), com dois voos diários. A Companhia também reforça para quatro frequências diárias a rota Recife/São Paulo, com partidas para Guarulhos (GRU) e Congonhas (CGH). Na Bahia, o Aeroporto de Salvador (SSA) volta a se conectar com João Pessoa (JPA), Fortaleza (FOR), Natal (NAT), Vitória (VIX), Confins (CNF) e Santos Dumont (SDU). A GOL também inicia dois destinos inéditos em Salvador para os aeroportos de Vitória da Conquista (VDC), na Bahia, e de Viracopos (VCP), em Campinas, além de ampliar a oferta na rota Salvador/Recife, com duas saídas diárias.

Em Natal (NAT), no Rio Grande do Norte, e em João Pessoa (JPA), na Paraíba, a GOL restabelece suas rotas para Brasília e Salvador, além de incrementar a oferta de voos para Guarulhos, em São Paulo, e Galeão, no Rio de Janeiro. Outra novidade de julho é que o Aeroporto de São Luiz (SLZ), no Maranhão e de Teresina (THE), no Piauí, retornam com decolagens para as cidades de Fortaleza e Brasília. E também ganham reforços nas frequências para São Paulo (GRU). Em comparação com a malha de junho, que abrangia 100 voos diários, a operação de julho representa um aumento de 170% nas decolagens da Companhia – um índice que atende plenamente aos atuais anseios dos Clientes, mas ainda tímido frente à potencialidade da empresa, hoje atuando com apenas 30% de sua capacidade, ou seja, uma retração de 70% frente ao mesmo período no cenário pré-Covid-19. “O transporte aéreo é um serviço essencial para o País, principalmente em um momento como o atual. Na GOL, a demanda dos Clientes é parte da importante decisão de oferecer o serviço de uma rota, sempre levando em conta as medidas de Segurança, em conformidade com os órgãos competentes tanto no Brasil como no exterior”, afirma Celso Ferrer, vice-presidente de Operações da GOL.”, afirma Celso Ferrer, vice-presidente de Operações da GOL. // Ascom . Gol Linhas Aéreas.

movel




Comentários

comments

Leia também no VCN: