WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
pmvc abring

ftc uniftc





safernet br
tivic

fainor

aky veiculos

natanael tocoto

Sobreviventes: Gêmeos de grávida morta por Covid-19 já estão em casa, como o pai

Jovem de 23 anos teve complicações no parto e não resistiu. Os filhos Guilherme e Gustavo foram para casa com o pai depois de uma semana internados.

Os filhos gêmeos de Larissa Blanco, a jovem grávida com Covid-19 que morreu após complicações no parto, tiveram alta do hospital neste domingo (5). Gustavo e Guilherme voltaram para a casa com o pai, em Macatuba (SP), depois de uma semana internados. Acompanhe ao VIVO as últimas notícias sobre o coronavírus na região. Diego Rodrigues, de 24 anos, contou ao G1 que os meninos estão se adaptando bem à rotina, só não gostam de trocar a fralda.



O pai, que já havia dito que os “dois anjinhos” estavam dando forças para ele lidar com a perda da esposa, garantiu que está cuidando deles com muito carinho. “Ela ficará mais orgulhosa. Vou dar o melhor de mim por eles”, conta. Nas redes sociais, o jovem agradeceu à esposa por ter lhe deixado os meninos e publicou uma foto sorridente com os filhos, vestidos com roupas do Palmeiras. “Esse sorriso é pra mostrar pra você que estou seguindo de cabeça erguida e que se sinta orgulhosa aí do céu. Obrigado por ser nosso anjinho da guarda”, escreveu ele.

Nas redes sociais, o jovem agradeceu e homenageou a esposa — Foto: Facebook/Reprodução

Parto

Larissa Blanco estava de 35 semanas de gestação dos gêmeos Guilherme e Gustavo quando deu à luz em um hospital particular de Botucatu (SP). Os meninos testaram negativo para coronavírus e ficaram uma semana internados em recuperação, pois nasceram prematuros. Segundo a prefeitura, Larissa testou positivo para coronavírus no dia 12 de junho. O marido dela contou que ela apresentou sintomas de gripe dias antes, mas só precisou ser internada no dia 26 de junho.

Marido de jovem grávida de gêmeos que morreu com Covid-19 diz que bebês o dão forças — Foto: LHC Photo Studio/Divulgação

No sábado (27) à noite, ela foi transferida para Botucatu e entrou em trabalho de parto. “Eu fui na sala de cirurgia e eles já estavam tirando o primeiro bebê. Ela olhou para aquela carinha maravilhosa e eu fiquei todo emocionado, era o sonho dela”, lembra o marido. Diego contou ao G1 que o segundo bebê nasceu em seguida, depois de uma pequena complicação. Ele achava que tudo estava bem e se despediu da esposa para acompanhar as crianças. Mais tarde, Diego recebeu a notícia de que Larissa tinha tido uma hemorragia e precisou fazer transfusão de sangue. “Ela teve uma hemorragia e não estava conseguindo conter. Depois ela teve uma parada cardíaca e precisou fazer transfusão de sangue. Por volta das 6h, me avisaram que ela não aguentou e tinha falecido. O médico disse que por causa da Covid, o corpo dela não conseguia cicatrizar”, explicou o pai dos gêmeos. Diego também tinha testado positivo para coronavírus, mas não está mais transmitindo o vírus. Por isso, pôde acompanhar o desenvolvimento dos filhos no hospital e está cuidando deles agora que receberam alta. // G1.

Diego e Larissa se conheceram no ano passado em Macatuba — Foto: Arquivo pessoal

Larissa deu à luz meninos gêmeos em hospital de Botucatu — Foto: Arquivo pessoal

Diego em casa, em Macatuba, com os filhos gêmeos; mãe morreu após o parto — Foto: Arquivo pessoal/Diego Rodrigues



Comentários

comments

Leia também no VCN: