WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
secom governo da bahia

diamantina toyota





safernet br
fainor

aky veiculos

pic pay

natanael tocoto

VÍDEO: Preso padrasto que matou garoto de 7 anos, afogado na lama, por “mau comportamento”

Filho adotivo de um pastor que mora na mesma rua também foi detido. Família de Danilo Sousa, de 7 anos, denunciou que o menino sumiu ao sair para ir à casa da avó.

A Polícia Civil prendeu duas pessoas, na tarde desta sexta-feira (31), suspeitas de envolvimento na morte de Danilo de Sousa Silva, de 7 anos, que foi encontrado morto em uma mata, a cerca de 100 metros da casa onde morava, em Goiânia. Um deles é o padrasto do menino, Reginaldo Lima Santos. O outro detido foi identificado como Hian Alves de Oliveira, filho adotivo do pastor que mora na mesma rua. O G1 tenta localizar a defesa dos detidos para que se manifeste sobre o caso. VÍDEO: Suspeito chorou no enterro do enteado. Assista:



De acordo com a Polícia Civil, os presos confessaram ter matado o menino como forma de vingança em razão de suposto mau comportamento da criança. Em depoimento, Hian Alves relatou que auxiliou Reginaldo a levar o corpo do menino para a mata e, para isso, receberia uma moto e um carro como pagamento. “No dia da morte do menino, eu estava trabalhando na obra. O padrasto arrastou o menino lá para dentro e machucou ele com um pau. Fui até a beirada da mata para levar o menino, segurando pelo braço. Depois, fui trabalhar e ele ficou com o menino na mata”, detalhou Hian Alves.

Reginaldo Lima, padrasto do menino, e Hian Alves, colega e suspeito de auxiliar na morte, em Goiânia, Goiás — Foto: Divulgação/Polícia Civil de Goiás

Segundo a família contou à Polícia Civil, Danilo sumiu no último dia 21 de julho ao sair para ir à casa da avó. Seis dias depois, um corpo foi encontrado na região e, no dia seguinte, a corporação confirmou que se tratava da criança que estava desaparecida. Os dois suspeitos foram presos pelo crime de ocultação de cadáver em conexão com homicídio qualificado, segundo a Polícia Civil. O delegado responsável pela investigação, Rilmo Braga, vai conceder entrevista coletiva na tarde desta sexta-feira para dar mais detalhes sobre a investigação. Os dois detidos foram levados para a Delegacia de Investigação de Homicídios, responsável pela força-tarefa montada para solucionar o caso.

Padrasto estava inconsolável no enterro do menino Danilo Sousa — Foto: Reprodução/TV Anhanguera

Também nesta sexta-feira, policiais viajaram para Miranorte, no Tocantins, para buscar um adolescente que estava em Goiânia e teria visto Danilo no campinho de futebol do bairro no dia que o garoto desapareceu, segunda uma tia do adolescente. A testemunha de 13 anos também deve ser levada para a DIH para ser ouvida. De acordo com a parente, o menino estava passando uns dias na casa dela, no Parque Santa Rita, e voltou para a cidade onde mora no mesmo dia que o corpo de Danilo foi encontrado.

Família

Danilo foi enterrado no Cemitério Municipal Vale da Paz, em Goiânia, na tarde de quarta-feira (29). Durante o velório, a bisavó do garoto, Maria de Almeida Silva, estava inconsolável com a perda. “Esquecer, nós nunca vamos esquecer, mas Deus vai consolar a gente porque a aflição é muito grande”, relatou emocionada. Pai do menino, Damião Sousa e Silva mora no Pará e não teve condições de ir ao velório e enterro do filho, mas também disse que lembra do filho como uma criança diferente. “Na época que eu saí daí ele só tinha 2 anos de idade, mas era um menino especial”, afirmou. // TV Anhamguera.

Enterro do menino Danilo Sousa Silva achado morto em matagal, em Goiânia, Goiás — Foto: John William/TV Anhanguera

Padrasto é preso como principal suspeito da morte do menino Danilo Sousa, em Goiânia — Foto: Reprodução/TV Anhanguera

Caso Danilo: polícia tem suspeito de matar garoto que foi achado ...



Comentários

comments

Leia também no VCN:

Pin It on Pinterest